Lo spirito d’intelletto ci insegna a riconoscere il disegno di Dio

Lo spirito d’intelletto ci insegna a riconoscere il disegno di Dio

Terminato il periodo pasquale, nel corso del quale Papa Francesco aveva interrotto la catechesi sui doni dello Spirito Santo, il Pontefice, che in passato ci aveva parlato della Sapienza, ha ripreso la stessa spiegando il significato dell’intelletto, quale dono dello Spirito Santo, durante l’Udienza Generale di oggi, mercoledì 30 aprile 2014.

Nel corso della propria catechesi, Bergoglio, ha chiarito che per intelletto non ci si riferisce alla qualità intellettuale naturale, ma a una grazia che lo Spirito Santo infonde in noi e che ci permette di scrutare il progetto di Dio e il suo disegno di salvezza.

San Paolo ci dice – ha ulteriormente spiegato il Santo Padre – che, attraverso lo Spirito Santo, Dio ci rivela ciò che Egli ha preparato per coloro che lo amano. Cosa significa questo? Non è che una persona abbia la piena conoscenza di Dio, ma lo Spirito ci introduce nella intimità di Dio e ci rende partecipi del disegno di amore di colui che tesse la nostra storia.

In perfetta unione con la virtù della fede, l’intelletto ci permette di capire sempre di più la parola e le azioni del Signore e percepire tutto come un dono del suo amore per la nostra salvezza.

Come Gesù ai discepoli di Emmaus, lo Spirito Santo, con questo dono, ci apre gli occhi, che sarebbero incapaci di riconoscerlo di per se stessi, dando così un nuova luce di speranza alla nostra esistenza.

Invito tutti a lasciare che lo Spirito Santo strappi il velo di oscurità che acceca la nostra mente e il nostro cuore – ha quindi concluso Papa Francesco – per farci veri credenti, in grado di gustare quanto il Signore ci rivela nella Sua Parola e di riempirci di gioia per il suo piano di amore nella nostra vita.

Queridos hermanos y hermanas:

En esta catequesis hablo del don de entendimiento. No se trata de una cualidad intelectual natural, sino de una gracia que el Espíritu Santo infunde en nosotros y que nos hace capaces de escrutar el pensamiento de Dios y su plan de salvación.

San Pablo dice que, por medio del Espíritu Santo, Dios nos revela lo que ha preparado para los que le aman. ¿Qué significa esto? No es que uno tenga pleno conocimiento de Dios, pero sí que el Espíritu nos va introduciendo en su intimidad, haciéndonos partícipes del designio de amor con el que teje nuestra historia.

En perfecta unión con la virtud de la fe, el entendimiento nos permite comprender cada vez más las palabras y acciones del Señor y percibir todas las cosas como un don de su amor para nuestra salvación.

Como Jesús a los discípulos de Emaús, el Espíritu Santo, con este don, abre nuestros ojos, incapaces por sí solos de reconocerlo, dando de este modo una nueva luz de esperanza a nuestra existencia.

Invito a todos a dejar al Espíritu Santo rasgar el velo de oscuridad que ciega nuestra mente y nuestro corazón, para hacer de nosotros verdaderos creyentes, capaces de gustar cuanto el Señor nos revela en su Palabra y de alegrarnos con su designio de amor en nuestras vidas.

Share Button

Lascia il tuo pensiero con Giudea.com

5 Commenti

Expedito Scheffer Pereira il 16 Maggio 2014 alle 6:50 pm.

SEGUNDA UNIÃO, O QUE FAZER?

Estamos vivendo uma crise de identidade humana e familiar. Hoje há muitos casais vivendo a segunda união, por vários motivos, se separam e se divorciam e contraem uma nova união. A maioria sem o rito religioso católico, mas continuando vinculados pelo mesmo sacramento na primeira união.Como decorrência deste fato, surgem diversas cruzes e sofrimentos para estas famílias, bem como as discriminações, as marginalizações, os desentendimentos no próprio seio religioso. Alguma igrejas Protestantes, não tem o casamento como sacramento, logo a situação deles estão resolvidas, sem grande problemas.

A missão da igreja é evangelizar, como cristo não excluiu ninguém, assim também não pode deixar que o pecado pessoal da discriminação macule a Igreja Santa de Cristo. Se nos afirmamos que a nossa igreja é a verdadeira, não temos como negar o acolhimentos a essa parcela da comunidade, a este casais que vem de segunda união.É preciso criar a pastoral da misericórdia.

Vivemos num mundo globalizado e secularizado, onde as coisas acontecem numa velocidade que os nossos olhos não consegue acompanhar. A internet, a evolução da tecnologia, os avanços científicos, tem subtraído a fé dos cristãos. Muitos casais em segunda união, vivem em seu aspecto humano, a desilusão, a tristeza, o isolamento, o complexo de culpa, as depressões, as duvidas, as feridas psíquicas e, quanto a sua situação religiosa, as incompreensões, as rejeições, os abandonos. É uma sensação de uma perda, de uma ausência de Deus e da igreja, de uma morte em plena vida.

AS PALAVRAS DE JOÃO PAULO II, nunca deixará de ressoar em nosso ouvidos. Exorto vivamente os Pastores e toda comunidade de fieis a ajudarem os divorciados, promovendo com caridade solícita o seu acolhimento pelas igrejas, fazendo com que participem na sua vida, ouvindo a palavra de Deus, perseverando na oração, cultivando as obras de caridade e reze por eles a igreja, encoraje-os, mostre-se mãe misericordiosa, e sustente-os na fé e na esperança! (exortação apostólica familiaris consortio nº 84). Como podemos ver, temos todo o apoio necessário para a construção desta nova base dentro da nossa igreja. A começar com o beneplácito e o aval de nosso Pastor, o santo Padre o Papa. O que está faltando, é darmos o contrapé inicial para a criação desta pastoral a nível Estadual e
Diocesano. O momento é oportuno, não podemos mais esperar, temos inúmeros casais com os corações sangrando a espera desta misericórdia, e nos que temos a consciência formada na fé, temos por obrigação de sermos o canal desta graça. Sugiro as Dioceses em geral, a olharem com carinho para que estes nossos irmãos na fé, não migram para outras religiões conforme tem acontecido na atual conjuntura.

Expedito Scheffer Pereira
alegriaparaviver@gmail.com
Escola Diaconal S.Estevão.-Teologo-Psicanalista

Rispondi

olivia.nasoni il 6 Maggio 2014 alle 7:49 pm.

LUCA14,24:vi dico NESSUNO DI QUESTI UOMINI CHE ERANO STATI INVITATI ASSAGGERà LA MIA CENA!alcune persone vanno evitate,c’è chi non merita,ma tu resta come sei;E LORO CON TANTA MISERIA DENTRO,NON PER MANCANZA DI SOLDI,MA VUOTI A PERDERE. . .TI AMO PERCHè SEI IL MIO ANGELO***

Rispondi

olivia.nasoni il 4 Maggio 2014 alle 5:28 pm.

CARI PADRI,MI RISPONDE QUALCUN’ALTRO

Rispondi

olivia.nasoni il 4 Maggio 2014 alle 5:27 pm.

STANDO SEMPRE. . .ATTENTO AL LUPO. . .SIATE SEMPRE VIGILI

Rispondi

silvia il 1 Maggio 2014 alle 6:35 pm.

Desidero ricevere mail quotidiane.

Rispondi

Lascia un commento

La tua e-mail non sarà pubblicata. Campi obbligatori *

È possibile utilizzare i seguenti codici HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.